Diones Henrique de Castro

     Diones Henrique de Castro, é bailarino, profissional, professor de dança - balé clássico, jazz, dança contemporânea, aeróbica e instrutor da Fit Dance. Graduado em Educação Física (2012), Especialista em Dança e consciência corporal (2018), Diones nasceu em Muriaé, em 04/06/1983.

     Ele é filho de Carmem Lúcia Ambrósio de Castro e seu pai já é falecido.

     Diones tem três irmãos - Paulo Adriano, Adriana e Alexsandro e sete sobrinhos.

     Ele trabalhou em várias empresas ligadas à dança em Muriaé: AVB (10 anos), Centro de Dança Valéria Bruno (4 anos), Escola de Dança da Fundarte (2 anos), Sesc MG (5 anos), Duo Studio de Dança (7 anos) - proprietário e AABB Comunidade.

     Diones se considera alguém muito otimista, em todos os aspectos da vida. Sempre acredita que tudo dará certo.

     Em 2002, ao sofrer uma queda, teve uma luxação no ombro e rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito, precisando passar por cirurgia e ficar parado por 8 meses. Mesmo assim, Diones trabalhava!

   Desde muito novo, participava de movimentos da igreja, apresentando peças de teatro e dança em missas e celebrações e apresentações culturais na comunidade. Além disso,  sempre leva sua alegria e sua dança  às ONGs, escolas, asilos, APAE, Fundação, CRAS, CAPES.

     Na infância ficava pelo bairro Aeroporto e no campo de avião, brincando e tomando banho de chuva. Na adolescência gostava  muito de ir à igreja, onde foi catequista e dos passeios no horto com os amigos mais próximos: Serginho, Bruninho, Kebinha, Derson e Buiú.

    Aos 12 anos vendia picolé pelo bairro e redondezas, aos 16-17 anos, ainda no Aeroporto, foi trabalhar como assistente no açougue. Foi nessa época que seu talento foi descoberto pelo amigo Cristiano, que o convidou para participar de uma apresentação no Dia Nacional da Juventude,  na Diocese de Leopoldina. Esse foi o momento em que a dança realmente entrou em sua vida. Mas, nem tudo são flores! O trabalho no açougue ajudava nas despesas de casa. O que fazer? Diones, então, conseguiu outro trabalho em agosto de 2000: faxinava a academia onde ganhou uma bolsa de estudos. Com o primeiro salário, realizou um sonho: comprou sua primeira árvore de Natal. Limpando as salas da academia foi que percebeu o que realmente queria da vida e começou a se dedicar a seu sonho. Durante quatro anos ficou no setor da limpeza e depois foi pra lanchonete da academia, onde ficou por mais dois anos.

     Em 2005 a história com a dança ficou ainda mais forte, pois foi para o Palácio das Artes em BH, fazer teste e ficou por quatro meses. A saudade da família e dos amigos maltratava. Ao voltar, foi estagiar como professor de dança na Academia Valéria Bruno e na Fundarte e cultiva as amizades dessa época com Nara, Jéssica e Karen.

    Em 2010, com a abertura do Centro de Dança Valéria Bruno, foi atuar como professor e gerente. Em 2014 a dança voltou pra Academia Valéria Bruno e, então,  Diones abriu seu próprio estúdio - o Duo Studio de Dança e foi também atuar com instrutor no Sesc MG, em Muriaé.

   Durante todo esse período participou de vários festivais e workshops e recebeu inúmeras premiações de primeiro, segundo e terceiro lugar, ganhando, inclusive, o prêmio de melhor bailarino no Festival de Varginha.

   Em 2016, foi selecionado, por votação pública, para ser um dos vinte condutores da Tocha Olímpica em Muriaé. E como o destino abençoa quem é grato! Diones passou o fogo olímpico para ninguém menos que a pessoa que lhe deu oportunidade em 2000: Valéria Bruno!

   Outro fato marcante: a tocha, que poderia passar em Muriaé em qualquer dia, chegou em 16 de maio, dia do aniversário do falecido pai de Diones.

   A história de vida de Diones foi contada pelo Bradesco, um dos patrocinadores da condução da Tocha, que ele recebeu de presente.

   A população da cidade foi muito importante na seleção de Diones para esse evento, pois ele foi o primeiro colocado. Claro que isso também se deu por causa de sua grande participação em projetos sociais, onde ele leva a dança para a população menos favorecida, o que, segundo ele, alimenta sua alma e renova as energias. É uma forma de agradecer à vida!

   Esse tipo de trabalho tem dado frutos: uma aluna de um dos projetos foi acompanhada e selecionada para fazer parte do Bolshoi. E mais alunos tem sido selecionados para apresentações no maior festival de dança do mundo, em Joinvile, Santa Catarina.

   É isso, Diones é um cidadão inspirador!


Homenageado por Administradora Honra ao Mérito
E-mail: alesoares72@hotmail.com