Voltar para os filtros

Euclides Inácio de Carvalho e Arminda Maria de Carvalho

  •        A simplicidade deste casal que educou seus nove filhos para o bem demonstra que as dificuldades servem muito mais para nos fortificar do que para destruir.

         Meu pai estudou até o 2º ano do chamado primário na época,  um servente de pedreiro (com muito orgulho do que fazia), jamais ficou em casa antes de conseguir a tão sonhada aposentadoria. E, desde que isso ocorreu, o que se via era um homem lendo sua Bíblia, ouvindo seus hinos em discos de vinil, ajudando minha mãe ou fazendo alguns reparos pela casa.

         Minha mãe, foi aprender a ler já idosa, lendo os livros da Bíblia Sagrada. Uma guerreira! Não sei como dava conta de tudo em nossa casa: comida, roupa lavada e passada muitas vezes no ferro a brasa, casa limpa, costurava nossas próprias roupas, lavava roupas para outras famílias, buscava lenha nas matas da região e etc. 

         Mesmo com toda dificuldade eram um casal com a mente à frente de seu tempo.

         Minha mãe me matriculou em um curso de datilografia que eu não queria e não entendia o objetivo, sendo que só mais tarde entendi que viria me ajudar por toda a vida profissional, até hoje. Meu pai, mesmo sem estudo, sempre foi organizadíssimo com seus documentos, o que era raro para aquela época, e quando comprou o terreno em que é nossa casa até hoje, fez questão de tirar a escritura. 

         Meus irmãos mais velhos, logo que adultos, foram tentar a sorte nas chamadas cidades grandes, onde permanecem até hoje, um no Rio de Janeiro e outro em São Paulo. Um, que já não se encontra entre nós, deixou suas raízes (quatro filhos) em Vila Velha - ES. Os demais continuam em nossa querida cidade.

         Infelizmente não temos nossos pais mais conosco. Nosso Deus os recolheu. Lógico que os queríamos aqui para sempre, mas isso pertence a alguem bem maior que nossas vontades. Nosso pai, nascido em 22.05.1920 nos deixou em 23.12.1993 e nossa mãe, nascida em 20.05.1927 nos deixou em 02.05.2009.    

         Crescemos sem água encanada, sem luz elétrica (conhecemos muito a tão falada lamparina), assistindo televisão na janela do vizinho, pedindo gelo aos mesmos nos dias mais quentes, sem qualquer tipo de luxo. Mas, nada disso nos fez falta. O que nossos "velhos" nos ensinaram ficou para sempre. Nenhum dos filhos se perdeu pelo caminho, meus pais não precisaram criar seus netos (como é comum nos dias de hoje) , todos os filhos se casaram, constituiram famílias, mas a raiz da união e amor a Deus e ao próximo que nossos velhos nos ensinaram permanece até hoje.

         Hoje somos oito filhos, dezenove netos, genros, noras e agregados. Sempre que possível nos reunimos para alguma comemoração e para matar saudades de um tempo que passou, mas, que jamais será esquecido. Graças a Deus e ao Seu Euclides e Dona Arminda.  

          


    Homenageado por Seus filhos, por ordem de nascimento: Hilda, Jair, Inês, Lair, Atair (In Memorian), Antônio, Lúcia, Paulo e Carlos.
    E-mail: paulosergiocontador@yahoo.com.br

22/05/1920

Cidade / Estado

Muriaé / Minas Gerais

Categorias

Casais

Coordenador Responsável

EQUIPE ADMINISTRATIVA E OUTROS

Consultor:
Telefone: